Plastimodelismo

  Automóveis

  Aviões Militares

  Aviões Civis

  Caminhões

  Dioramas

  Fantasia

  Ficção e Espaço

  Figuras

  Helicópteros

  Militaria

  Montagens

  Motocicletas

  Navios

  Tratores

  Veleiros



Outros

  Estruturas

  Férreo

  Paper Models

  Tampas



 << Voltar

Revell Karmann Ghia Coupe 1/16
Por:  (Outros modelos do autor)
Curitiba - PR

KG KG KG KG KG
KG KG KG KG KG
KG KG KG KG KG
KG KG KG KG KG
KG KG KG KG KG
KG KG KG KG KG
KG KG KG KG KG

Após 8 anos procurando esse kit para montar, finalmente consegui um exemplar por meio da internet. E mesmo depois de tanta espera, a caixa ficou aguardando o melhor momento. Não poderia ser montado de qualquer jeito.


Tampa da caixa do kit

Quase 11 meses depois consegui um bom tempo disponível para começar a montagem. A instrução não apresenta nenhuma especificação do carro, o que pode trazer dificuldades na escolha das cores e detalhamento a ser feito. O que pode ser conhecido do kit é que ele representa um Karmann Ghia (KG daqui para frente) do ínicio da produção. O KG começou a ser fabricado em 1956 e manteve o mesmo desenho até o final da década de 50. O primeiro detalhe que chama atenção é o tamanho das grades dianteiras (menor nos primeiros anos) e o desenho das lanternas traseiras (sextavada). Curiosamente o retrovisor está situado sobre o pára-lamas esquerdo, bem próximo ao farol. Nas pesquisas feitas em algumas publicações e na internet, não encontrei nenhuma foto de um KG com essa característica.

Com esse kit é possível até mesmo representar o protótipo, com algumas modificações no "nariz" do KG:


Protótipo do KG - 1953

Como não consegui precisar o mês de produção do modelo representado pelo kit, adotei o ano de 1957 como o de fabricação. Mas as cores que utilizei não correspondem às lançadas pela VW naquele ano. O site TYPE 14 mostra as cores utilizadas por ano de fabricação. Olhando a variedade de cores disponível, optei por pintar meu kit com a cor L51K (Chrome Blue). Como gosto do esquema conhecido como "saia-e-blusa", para o teto optei pelo Branco Nevasca Ford 1978. Mas os detalhes das cores fica mais para frente...


Linha de produção nos anos 50.

Como de costume, a montagem iniciou pelo conjunto motor/chassi. Ao todo 24 passos na instrução para essa etapa. Para o detalhamento do motor utilizei fotos do motor de um VW Fusca 1952. Como o motor e chassi são VW, vc pode procurar fotos de Fuscas do período para servirem de referência nessa etapa da montagem. Segui as instruções para montagem, apenas discordando das cores sugeridas e optando em seguir as referências do VW 1952. Acrescentei dois fios de cobre para representar os tubos de condução da gasolina. A Revell fornece um tubo flexível para os cabos das velas e da bobina. Também indica os comprimentos que cada cabo deverá ter. Há porém um detalhe que não é apresentado na instrução: os cabos deveriam ser colocados na "capelinha" do motor antes de montá-la! Isso porque a "capelinha" vem em duas metades, e os cabos devem ser passados por dentro delas! A solução que encontrei foi cortar os cabos e colá-los nas saídas: para as velas e para o distribuidor.


Essa foi a maior dificuldade que encontrei na montagem do motor. O motor foi pintado com Model Master e Tamiya. Já na montagem do chassi eu procedi da seguinte forma: primeiro colei todas as peças que receberiam a mesma cor (preto fosco e semi-fosco). Depois aerografei tudo com preto fosco da Model Master. Na a parte do túnel eu apliquei um verniz brilhante a fim de obter o tom acetinado. Ainda complementado o conjunto, os tambores de freio foram pintados de Rust/Testors (embora na foto pareçam vermelhos) e os tubos de condução do fuido de freio foram colocados conforme a instrução da Revell. As ponteiras do escapamento do kit foram substituídas por pequenos tubos metálicos. Terminado o conjunto chassi/motor, parti para a montagem das rodas.

As rodas interiormente foram pintadas de preto e exteriormente em dois tons de azul automotivo: o azul da carroceria e um tom mais claro desse mesmo azul. Antes da pintura foram acrescentados os bicos das câmaras. A faixa branca nos quadro pneus foi pintada com tinta Model Master branca fosca e, depois dado um banho de Future para proteção, pois o pneu é oco, e qualquer pressão faz com que a pintura rache. Após a montagem completada as rodas foram encaixadas no chassi.

Ao invés de continuar seguindo a sequência de montagem da instrução, optei em fazer primeiro a pintura da carroceria e de todas as partes que levariam suas cores. Aqui começaram os problemas. A montagem completa do conjunto chassi/motor/rodas levou menos de 7 dias. A preparação da carroceria levou 15 dias! Isso porque a Revell dividiu a carroceria em 3 partes, sendo as partes que fixam os pára-choques dianteiro e traseiro separadas do restante.


Primeiro passo foi retirar as rebarbas e colar as peças com pequenos pontos de SuperBonder, apenas para ajuste. Depois disso feito, apliquei cola líquida para plástico. Normalmente colo todo um kit com Bonder, mas essas partes receberiam polimento e ficariam em áreas que poderiam sofrer pressão. Por conta disso optei em usar a cola líquida, para que o plástico das partes se fundissem. Depois de dois dias secando, apliquei mais um fio de cola líquida com "poeira" do plástico do kit, para uma melhor adesão. Mais um dia de secagem e apliquei silicone por dentro. Ao total foram quase 5 dias só nessa etapa de colagem! Mas o pior ainda estava por vir...

O kit é muito bem detalhado, tem alguns problemas de rebarbas e marcas dos moldes, mas as 2 peças que encaixam na carroceria para completá-la... uma lástima. Não entendi ainda qual razão levou a Revell a fazer isso. Os próximos 10 dias foram gastos na aplicação de massa e correção. Além disso, o "nariz" do KG veio com um perfil irregular, necessitando também muita massa e lixa para acertá-lo. O procedimento foi: aplicação de massa no final da tarde, lixamento pela manhã e mais massa para corrigir, lixamento à noite e aplicação de primer, correçã pela manhã com lixa e massa e assim sucessivamente, durante os 10 dias. Depois de finalmente pronta, a carroceria recebeu uma camada de Tamiya Sky fosca, 4 dias secando (estava muito quente!), aplicação do primer automotivo, no total 3 demãos, com lixa 1000 entre as demãos. Mais uns 3 dias deixando secar bem o primer. Durante esse período separei as outras peças que receberiam a cor da carroceria: portas, tampa do motor e da mala dianteira, cofre do motor e da mala, painel. As tampas do motor e da mala são em duas peças cada, e precisaram ser coladas antes da pintura. Depois de tudo preparado, fiz a tinta, baseado na amostra que vi na internet (L51K - Chrome Blue) - tinta automotiva, claro. Apliquei então no teto o Branco Nevasca, ao total 8 demãos, com lixamento entre as demãos e, na penúltima, polimento com massa de polir. Fita Tamiya para mascarar e em seguida a aplicação do azul. Parei de contar as demãos na 11ª demão. O resultado final foi satisfatório, necessitando alguns retoques nas partes polidas em excesso pelo entusiasmo do modelista. Depois de tudo bem polido, inclusive com cera para carro, lavei o kit na água morna e detergente e deixei num cantinho livre do pó, enquanto eu finalizava o interior.

O interior foi pintado em dois tons: o mesmo azul automotivo mais claro da roda e bege muito claro Model Master. Os dois tons foram feitos por mim. Primeiro pintei o bege, todas as peças, pois ele já serviria de "primer" para o azul. Depois mascarei as peças e apliquei a cor azul. detalhei com Bare Metal os frisos. No painel apliquei os decais dos mostradores e do rádio - esse decal eu tirei da folha do kit Cadillac 66 da Hasegawa. Acrescentei também um pequeno vaso de flores, feito a partir de um pedaço da árvore da kit. Lixei até chagar ao formato desejado e com uma mini broca fiz o orifício. Fixei no painel com um fino arame, como em alguns modelos reais desse tipo de enfeite. Para o assoalho utlizei preto fosco e brilhante, de acordo com as referências encontradas. Utilizei também um cinza claro da Humbrol para alguns detalhes do interior. Para reproduzir a chapa metálica que cobre o freio de mão utilizei Bare Metal. Resolvi também suprimir as janelas móveis, deixando apenas uma semi-aberta. O maior problema foi no encaixe das portas na carroceria: ambas ficaram com folga e desalinhadas. Para isso fiz uma trava, colando um pequeno pedaço de plástico na coluna e outro na porta, semelhante ao carro real. No cofre do motor, a bateria recebeu cabos e uma alça para fixá-la. E no cofre da mala, além do macaco e chave de roda (fornecidos pela Revell), acrescentei o respiro do tanque de gasolina, cabo do marcador de combustível, e cabos elétricos e do velocímetro.

Para finalizar a montagem foram acrescentados Bare Metal nas colunas "B", frisos, faróis e lanternas traseiras (pintadas com verniz vitral Acrilex), pára-choques, retrovisor e placas (confeccionadas no computador). Ao final encerei o kit com cera automotiva.

O resultado vale o investimento de tempo no kit. Altamente recomendável para todos os modelistas que buscam desafios.


Eventos | Fórum | Eu Quero! | Mercado de Pulgas | Galeria
Variedades | Como Construir | Dicas | Ferramentas
Lojas no Brasil | Administrativo | Livros | Links

Melhor visualizado em resolução 1366 x 768