Iniciantes

  Curtas

  Aplicando Decais

  Criando Decais

  Cuidados Posteriores

  Corel Draw

  Fechando Fendas

  Fotografando kits

  Fotografando kits II

  Fotografando kits III

  Fazendo o Wash

  Dry Brush

  Esticando Sprue

  Removendo Tinta

  Cera Líquida

 << Voltar
Envelhecimento II (Dry Brush)

Pneu envelhecido com drybrushO dry brush, também chamado de pincel seco, ou apenas Dry, é a técnica oposta ao Wash; Não na forma de executar, mas no efeito a que se destina. Enquanto o Wash procura acumular tinta em regiões de difícil acesso, o Dry procura dar o efeito de desgaste da tinta.

O Dry Brush é executado em regiões que apresentam desgaste por atrito, ou que estão mais expostas, como bordas e junções. Essas regiões perdem a tinta com o desgaste, e por vezes ficam com o material original (madeira, metal, plástico) à mostra.

Essa técnica é bastante simples, só exige um pouco de cuidado para não haver excessos. É comum, o iniciante exagerar no dry e depois o modelo ficar muito carregado.

Costuma-se fazer a técnica do dry com tintas metálicas (alumínio, prata, aço, etc) ou com a própria tinta base do modelo, clareada com tinta branca. No caso de tintas metálicas, não recomenda-se o uso de prata, que fica muito viva, sendo recomendadas tintas mais sombrias.

Após pintar o modelo normalmente, prepare o dry. Use pincel redondo ou chato, dependendo da preferência. Molhe o pincel na tinta e tire o excesso em uma folha de papel. Espere secar bem, isso que dá nome a técnica. A tinta é aplicada com um mínimo de umidade.

dry em militaria Um bom teste para saber se o pincel está seco o suficiente, é passar as cerdas na palma da mão. A tinta não deve pintá-la. Quando estiver seco o suficiente, passe, pincelando sempre na mesma direção, pelas bordas e detalhes altos. A tinta irá aparecer somente nas partes mais altas, enquanto as mais baixas manterão a cor original. O efeito é percebido na hora.

Quando se trata de militaria, uma variação dessa técnica é usada para realçar melhor as arestas. O truque é o mesmo, no entanto, são aplicados dry com a tinta base misturada com branco, em sucessões cada vez mais claras e sobre regiões mais restritas. Isso gera um degradê da cor original, dando o realce.

Essa técnica é usada em bordos de ataque de asas e hélices de aviões, partes que se encontram (portas, tampas, armários), regiões de atrito intenso (engrenagens, alças, esteiras). Pórem, essa técnica não é restrita somente ao envelhecimento, podendo ser usada para fazer painéis de aviões e rostos de figuras.

dry nas pas e nas grades do radiador

Matias Schweizer


Eventos | Fórum | Eu Quero! | Mercado de Pulgas | Galeria
Variedades | Como Construir | Dicas | Ferramentas
Lojas no Brasil | Administrativo | Livros | Links

Melhor visualizado em resolução 1366 x 768
Eventos Agendados
Maio
S T Q Q S S D
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 31        

Junho
S T Q Q S S D
      1 2 34
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 1718
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30