Plastimodelismo

  Automóveis

  Aviões Militares

  Aviões Civis

  Caminhões

  Dioramas

  Fantasia

  Ficção e Espaço

  Figuras

  Helicópteros

  Militaria

  Montagens

  Motocicletas

  Navios

  Tratores

  Veleiros



Outros

  Estruturas

  Férreo

  Paper Models

  Tampas



 << Voltar

AModel Myasyshev 3M Bison 1/72
Por:  (Outros modelos do autor)
Curitiba - PR

Bison Bison Bison Bison Bison
Bison Bison Bison Bison Bison
Bison Bison Bison Bison Bison
Bison Bison Bison

História:
No anos 50, a URSS procurava um bombardeiro a jato com capacidade realmente estratégica. Assim como os EUA já tinham o B47, a URSS tinha seu equivalente, o Tu16 Badger. No entanto, esse jogo de gato-e-rato, levaria os EUA a adotar o B52 e a URSS não ficaria para trás.

O projeto do OKB Myasyshev foi o escolhido para criar um bombardeiro estratégico de longo alcance, a jato e de capacidade nuclear. Um dos motivos desse OKB ser escolhido, foi porque Stalin não simpatizava muito com a hegemonia que a Tupolev estava conseguindo em termos de grandes aviões. Assim, nasceu o Molot (Martelo em russo) e no ocidente seria chamado de Bison.

O Bison, apesar de mostruoso, mantinha alguns aspectos das gerações anteriores, como os trens de pouso centrais (B47 e B52), em uma configuração de dificil pouso e manobra (ainda pior que os modelos citados). Jatos encrustados na fuselagem, mas de configuração dupla. Além disso, mantinha um conjunto de torres de auto-defesa, o que fora abolido há tempos na época (excetuando-se a torre de cauda).

O calcanhar-de-Aquiles do avião foi seu baixo alcance. Mesmo com todas as modernizações, ele não conseguia voar mais de 10.000 km sem necessidade de reabastecimento. Além disso, nem seu bomb-bay ou asas foram desenhados para portar mísseis, somente bombas de queda livre. Logo no ínicio dos anos 60, esse tipo de arma caiu em desuso. Por fim, a morte de Stalin, seu padrinho político, determinou o fim do desenvolvimento do projeto. O projeto escolhido foi o Bear (da Tupolev), relegando os pouco mais de 200 construídos à segunda linha do serviço soviético. Eles ainda mantiveram versões de reconhecimento marítimo e reabastecimento até o final dos anos 80. Os últimos Bison que voaram foram conversões para o modelo VM-T Atlant, com cauda dupla e suportes para carregar o Buran e suas peças. Isso, antes de o An-225 estar disponível.

Modelo:
O kit da AModel, faz juz ao nome da série: AMonster. O que é muito grande, com dimensões semelhantes ao B52 e de difícil acomodação. Essa série da AModel é feita com uma estrutura básica feita em fibra de vidro, sendo que os detalhes mais finos são injetados e agregados nessa estrutura principal. Embora incomum, esse arranjo cria um modelo extermamente resistente.

Como uma fábrica de pequeno porte, não se pode esperar muito do kit. A injeção é muito fraca onde os pinos de encaixe não passam de mera "orientação" (As peças nem são numeradas). Para se ter uma idéia, das oito rodas necessárias, o próprio fabricante já manda 12 delas, para você escolher as melhores. Ainda assim, foi necessário pegar as duas melhores metades; fazer um molde em silicone e copiá-las em resina.

Os pontos positivos ficam por conta do interior das caixas dos trens, que são muito bem detalhados e convincentes. A AModel lançou praticamente a série Bison completa, com o Bison 3m (esse), o 3MD (vulgo Bison C, com nariz modificado), o VM-T Atlant com o Buran e outro com um dos tubos de carga. Curiosamente, pelo que li, nenhum deles aproveita peças dos outros, pois há diferenças nos moldes em fibra e o restante das peças são as diferenças entre os modelos.

Montagem:
A montagem da estrutura de fibra de vidro é relativamente fácil, pois são as peças básicas. A colagem com super-bonder deixa o conjunto muito resistente. As caixas dos trens devem ser montadas "dentro da fuselagem" já fechada, o que é um tanto complicado. Eu conclui que seria muito menos trabalhoso abrir um espaço para encaixar as caixas já montadas do que tentar montá-las conforme sugerido. O modelo do M50 Bounder, por exemplo, já traz melhorias nesse aspecto, facilitando muito a vida do modelista.

O cockpit é extermamente pobre, o que resolvi enchendo de detalhes que eu peguei da minha caixa de sobras. Evidententemente, nada fiel ao original, mas como era de se prever, pouca coisa fica visível depois de pronto.

A parte mais complicada são as entradas de ar e exaustores. As peças pareciam estar em uma escala menor que o kit, sendo necessária muita massa e lixa. A situação é agravada pela falta de espaço para se trabalhar, pois a junção com a fuselagem cria uns ângulos de díficil acesso. As entradas de ar, que eram formadas por dois meio cilindros, foram trocadas por uma cápsula de bala de grande calibre, o que evitava a lixa interna. Recentemente tenho usado dessa dica em outros modelos.

Pintura e Decais:
A pintura não representou grandes problemas. O grande truque para pinturas metálicas é deixar o kit sem qualquer defeito na montagem, o que seria revelado pela tinta. Isso sim, foi bastante difícil.

Como de praxe, uso sempre tintas metálicas de Laca Acrílica. são muito finas e há bastante variedade de fabricantes. Essa variedade permite fazer um chapeamento com pequenas diferenças de tons, mais semelhante aos aviões em metal natural. A principal vantagem é que não saem com o suor dos dedos, permitindo livre trabalho. Além disso, não reagem com aguarraz, que eu uso para fazer detalhes entre os paineis e para simular manchas de óleo nas partes que sujam mais facilmente.

Os decais da AModel são muito ruins. Os menores (stencils) são ilegíveis. Os maiores trincam com facilidade. Nesse caso, passo um cotonete com Future para criar uma segunda camada, antes de molhar o decal na folha. Isso evita que os decais trinquem.

Conclusão:
Podem falar o que quiser, eu adoro esse avião! Apesar de todas as dificuldades, o kit ficou com um resultado surpreendente e seu tamanho ajuda nisso. Bem que gostaria de montar o Atlant com Buran ou mesmo o outro Atlant, mas as dificuldades encontradas nesse e o espaço necessário são impeditivos muito fortes, maior até que o preço (que não é barato).


Eventos | Fórum | Eu Quero! | Mercado de Pulgas | Galeria
Variedades | Como Construir | Dicas | Ferramentas
Lojas no Brasil | Administrativo | Livros | Links

Melhor visualizado em resolução 1366 x 768