A quem se destina

Escolhendo seu kit

Desbotados

Camuflagem de Inverno

Ganchos e Correntes

Latões

Camuflagens

Marcas de Fundição

Especiais

Walk-arounds

Referências

Links

 << Voltar
Escolhendo seu kit

Não muito diferente daqueles que optaram em se dedicar a aviões civis ou as demais categorias, e hoje graças às lojas virtuais da Internet o modelista aficionado por Militaria, tem a sua disposição uma variedade tão grande de opções, que às vezes dificulta a escolha.

Para auxiliar na escolha do seu objeto do desejo de Militaria, seguem abaixo algumas recomendações úteis:

Escolha uma categoria ou tipo de veículo, ou conflito bélico:
Como a variedade de modelos no mercado é atualmente muito grande, é recomendável utilizar alguns filtros na sua seleção, ou seja, escolha sub-categoria ou tipo de veículo, por exemplo: veículos sobre rodas, veículos blindados sobre esteira, motocicletas, figuras militares, artilharia, trens blindados, bunkers, etc., bem como um determinado conflito bélico ou então um período histórico.

Abaixo segue um maior detalhamento sobre cada sub-categoria:

  • Veículos sobre rodas: aqui se encontram principalmente os veículos de transportes, como caminhões, como também veículos blindados de reconhecimento. Não chegam a ser raros, mas são minoria dentre os modelos de militaria.


  • Veículos sobre esteiras (ou lagartas): nesta sub-categoria, o maior destaque pode ser dado ao tanques, que foram construídos praticamente por todos os países que participaram dos grandes conflitos do século 20 e atualmente. Esta sub-categoria hoje além de oferecer o maior número de modelos, também são aqueles de grande riqueza de detalhes, inclusive a parte interna e a possibilidade de montagem das largatas, a peça por peça o que dá grande realismo ao modelo.

  • Motocicletas: estas foram muito utilizadas durante a segunda guerra mundial e os modelos na escala 1:9 são os mais recomendados para aqueles que se simpatizam com elas, porém não são muito comuns.


  • Figuras militares: vários fabricantes disponibilizaram no mercado as figuras militares nas mais diversas situações, as quais possibilitam a criação de dioramas muitos detalhados. Hoje em dia em muitos modelos também já são fornecidas algumas figuras; como motorista ou comandante do veículo, que podem ser utilizados ou não, ou então combinadas com outro conjunto de figuras.

  • Artilharia, Trens blindados, Bunkers: estas três últimas subcategorias, são mais recentes no mercado, e permitem ao modelista a criação de modelos bastante exóticos ou então a criação de dioramas.

Material dos Kits:
Na grande maioria dos casos os modelos de Militaria são fabricados através do processo de injeção plástica, porém também existem algumas empresas menores que se dedicam a reproduzir em resina algum modelos “mais raros” ou que foram empregados em menor escala em determinado conflito.

Esta última opção, não é muito recomendada para iniciantes devido à dificuldade que estes kits apresentam em seu acabamento, o que leva o modelista a investir muito tempo lixando e ajustando peças antes de poder montar o veículo.

As técnicas de injeção plástica evoluíram muito nos últimos anos e os fabricantes de renome (ex.: Tamiya, Revell, Airfix, Italieri, etc..) oferecem hoje seus modelos que além do material plástico de alta qualidade utilizado (ou seja, não é quebradiço), possuem peças com excelente acabamento; pois os excessos de rebarbas são seguramente a maior dor de cabeça do plastimodelista.

Quanto aos modelos de esteira (ou lagarta) cabe aqui um parênteses. Existem fabricantes que vendem as esteiras em um conjunto de peças (ou uma única peça) que forma a esteira. Outros as vendem em peças separadas, para encaixar. O primeiro é mais barato e simples, mas o resultado não é tão bom quanto a segunda opção. Sugiro que o iniciante tente primeiramente montar modelos mais simples e só então tentar montar os modelos com esteira de encaixe.

Esteira em uma unica peca Esteira em pecas para montar

Escalas:
Os fabricantes disponibilizam os modelos de Militaria em diversas escalas; 1/72, 1/32, 1/35, 1/15 e 1/9.

As escalas que oferecem maior número de opções de modelos são a 1/72 e a 1/35, sendo que a última a mais popular entre os modelistas devido ao excelente nível de detalhes e realismo dos motores, transmissão, suspensão, esteiras, armamentos e outros itens que podem ser facilmente visualizados. Embora haja muitos aviões em 1/48, praticamente não existem modelos de militaria nessa escala.

O vantagem destas duas escalas, é a possibilidade de construir dioramas disfrutando de uma oferta bastante grande de elementos construtivos como ponte, ruínas, sacos de areia, etc.. e principalmente das figuras militares.

Escolha a sua escala preferida tendo sempre em conta a oferta disponível dos modelos dentro da categoria ou do tipo de veículo a que você pretende se dedicar.

Fabricante:
Como já foi mencionada anteriormente, a Internet nos colocou em contato com um mundo de opções de modelos quase que ilimitado, porém é necessário não utilizar o critério do preço mais baixo como o único critério de compra e também se lembrar que as compras no exterior são taxadas pelo governo brasileiro em 60% sobre o valor CIF, ou seja, o imposto de importação é aplicado sobre preço do produto acrescido do custo do transporte.

É recomendável ao iniciante visitar as lojas do ramo e verificar os produtos pessoalmente quanto a sua qualidade de fabricação, principalmente a questão das rebarbas nas peças, aparência do material plástico, instrução de montagem e detalhes do padrão de pintura ou camuflagem.

Os mais experientes podem fugir dos fabricantes mais tradicionais e experimentar fabricantes menos conhecidos dos paises da Europa Oriental ou da Ásia, que possuem modelos muito interessantes e pouco conhecidos, apesar de qualidade não ser tão boa algumas vezes.

Pintura do Modelo:
Ao contrário dos aviões, os modelos de Militaria, possuem poucas superfícies planas e um grande número de detalhes e reentrâncias dificultam um pouco sua pintura, seja ela com as técnicas de aerógrafo ou pincel.

Isto pode ser contornado através de um estudo bem detalhado das instruções de montagem. Planejar suas etapas de montagem de modo a conciliar as necessidades de pintura de alguns itens, como motores, ferramentas, esteiras e roletes de suspensão (no caso de tanques), etc. que devem ser priorizados, caso contrário teremos problemas posteriormente.

Para as partes internas dos veículos, podem ser aplicadas as mesmas técnicas de pintura utilizadas para os cockpits dos aviões a fim de realçar seus detalhes.

As técnicas de envelhecimento após a finalização, como lavagens, dry brush e outros, conferirão grande realismo ao seu modelo.

Conclusões:
Militaria para mim é uma questão de afinidade, e creio que para se eleger a modalidade preferida deve-se ao menos conhece-las em sua diversidade.

Já passei por quase todas, e atualmente me dedico a montar os veículos sobre rodas de diversas nacionalidades da Segunda Guerra Mundial na escala 1:35, porém algumas vezes sou seduzido por algum modelo sobre esteiras, a final não é necessário ser tão inflexível neste hobby.

Eventos | Fórum | Eu Quero! | Mercado de Pulgas | Galeria
Variedades | Como Construir | Dicas | Ferramentas
Lojas no Brasil | Administrativo | Livros | Links

Melhor visualizado em resolução 1366 x 768
Eventos Agendados
Maio
S T Q Q S S D
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31
             

Junho
S T Q Q S S D
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30