Convés

  Envelhecimento

  Linha d'água

  Em Andamento...

  Especiais

  Walkarounds

  Links

 << Voltar
Envelhecimento de Navios

Dicas de Envelhecimento:

A maior parte do envelhecimento/sobreamento do navio é feito com vários washes de tons diferentes. Por exemplo, Se eu tenho um navio cinza/branco, frequentemente é difícil dar uma aspecto 3D ao mesmo; os vários planos tendem a brilhar e dar um aspecto muito "plano" ao modelo. Para aliviar esse efeito, em uma torreta, por exemplo, eu passo pincel com um tom mais escuro somente no ângulo da peça. Isso irá separar os planos e prover uma profundidade visual.

A maioria dos navios antigos era movida a carvão e tão logo eram lançados ao mar, grande quantidade de fuligem depositava-se por toda a parte. Quando a fuligem era lavada (por água ou spray de ondas), essa era carregada a longo de drenos e escotilhas e em pouco tempo produziam linhas de fuligem ao longo do casco. Eu simulo isso fazendo um wash de cinza escuro, levemente inclinado para a popa (para simular o efeito que o vento fazia).

Para navios mais escuros, eu pinto os planos adjacentes com tons diferentes de uma mesma cor (com um pouco de branco ou preto) para criar um falso sombreamento, mesmo usando o separador de planos já citado. As linhas de ferrugem sob janelas, furos e escotilhas são feitas frequentemente passando um pincel nos recessos, girando de leve, para criar o depósito de carvão ao longo das bordas em "borrando" para baixo com o dedo. Se o efeito ficar muito forte, faça um dry Brush sobre a linha, usando a cor do caso.

Pessoalmente, odeio o efeito claro/escuro (Método Verlinden) de fazer dry brush. Faz meu navio parecer um tanque ou carro de combate. Eu sempre faço wash nos decks usando tintas acrílicas e se o efeito não ficar bom, basta lavar com água corrente. Usar uma gota de detergente neutro ajuda a quebrar a tensão superficial a o wash flui com tranquilidade. Quando eu pinto os decks, use thinners e cinza escuro para criar o efeito de fuligem, no entanto, a condição dos detalhes do deck devem ser levadas em conta antes de se começar o trabalho.

Pintando Decks

Eu costumava (a ainda costumo) usar o Matt Radone Tan (Humbrol) ou Teak da Colorcoats (White Ensign Models) para pintura. Quando seco, uma segunda demão levemente usando a mesma tinta misturada com um pouco de cinza médio. O processo é repetido usando agora um cinza claro e sempre levemente, somente na popa e proa.

Quando totalmente seco e nem um segundo antes, faço uma mistura de cinza escuro/preto e thinner e faço um Wash no deck. Isso dá um efeito de calafetagem, com o thinner ascentando sobre os moldes. Se o kit for em alto relevo, essas mistura deve ser muito mais fina e nesse caso, nunca passe o pincel duas vezes sobre o mesmo ponto, pois o thinner irá diluir a tinta e trincar o deck.

Após isso, deixe o modelo sob uma lâmpada ou fonte de calor, de modo que o thinner evapore rapidamente sem o risco de diluir a pintura. Caso ocorra algum descascamento, não toque nele. Espere secar (muito bem) e você poderá pressioná-lo para fixá-lo novamente no plástico.

Navios Claros, Navios Escuros

Para navios de cascos claros, Eu pinto a demão-base com Revell Branco Fosco (33), que tem uma cobertura muito boa. Infelizmente, ela fica um pouco "cremosa", não dando o enrugado necessário. Umas duas camadas de verniz brilhante irão dar o efeito brilhante correto, sem apagar os detalhes mais finos. A maioria dos navios antigos eram movidos a carvão e tão logo içavam âncora, com a baixa altura das chaminés, produziam muita fuligem, que se depositavam sobre o deck, planos e escorrendo pelas escotilhas. Assim, eu faço diveras linhas no caso, com um wash de cinza na vertical, acentuando as partes próximas ãs âncoras, escotilhas e outros pontos de acúmulo de água. Caso, tenha exagerado, basta fazer uma nova linha com um tom mais claro. Como não sou modelista de navios de museu, minha experiência restringe-se a navios em estado de utilização.

Para navios de caso preto (incluindo mercantes), eu sempre usei preto fosco e faço wash com um tons de cinza acrílico. Usar água destilada previne o acúmulo de "lágrimas" em áreas de onde fica muita água. Dry Brush em algumas áreas, com cinza claro para realçar alguns pontos (portas, armamentos, etc).

Por fim, devo dizer que faço todas as minhas pinturas (exceto a demão de verniz fosco), com pincéis. Essas são algumas dicas que eu uso para produzir um efeito que eu acredito ser mais realista e convincente, tal qual foi retratado pelos fotógrafos da época.

Texto: Jim Baumann

Agradecimentos: Marcus Rangel

Eventos | Fórum | Eu Quero! | Mercado de Pulgas | Galeria
Variedades | Como Construir | Dicas | Ferramentas
Lojas no Brasil | Administrativo | Livros | Links

Melhor visualizado em resolução 1366 x 768
Eventos Agendados
Dezembro
S T Q Q S S D
          1 2
3 4 5 6 7 89
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31            

Janeiro
S T Q Q S S D
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 31