Criando seus PE

  "Lata-Etched"

  Pintando PE

 << Voltar
Criando seus próprios Photo-Etched...

Esse artigo pretende divulgar uma alternativa fácil para produção de fotogravura (photoetched) utilizando recursos de informática, um programa de desenho vetorial para confeccionar a arte e uma impressora Laser pra imprimir essa arte.

Materiais Necessarios

O que é uma fotogravura (Photoetched ou PE)? É uma peça obtida através de um processo de corrosão química de um metal. Mas, Como funciona esse processo?

Perclorato de FerroO ácido perclórico (Obtido a partir do Perclorato* de Ferro) é uma substancia corrosiva que ataca metais ferrosos, porém, não ataca substancia não-metálicas como plásticos e tintas. Partindo desse princípio, as partes de uma chapa de metal ferroso serão corroídas somente os locais que não estão pintados.

Normalmente, utiliza-se o processo de serigrafia para pintar uma placa metálica que será colocada em banho em uma solução aquosa de perclorato de ferro.

O trabalho para confecção de um PE está dividido em três fases:

  • confecção da arte;
  • pintura da placa;
  • corrosão química da placa;
CONFECÇÃO DA ARTE

O primeiro passo para se fazer fotogravura é definir um desenho, esse é o passo mais importante e trabalhoso e o que vai definir a qualidade de uma fotogravura.

Para fazer a arte sugiro o programa Corel Draw, muito conhecido por profissionais do setor de designe e de fácil manipulação, necessitando porém de um pouco de habilidade com o computador. Você pode usar uma foto da Internet como base para fazer seu desenho, porém recomendo sempre você mesmo fazer a arte. Segue anexo um modelo.

Matrizes para impressao

PINTURA DA PLACA

No processo agora descrito, a técnica de pintura por serigrafia foi substituída pela impressão laser, mais fácil e disponível em locais como gráficas e papelarias existentes no comércio local de sua cidade.

Depois de feita a arte você deve adquirir papel de impressão fotográfica, que normalmente é vendido em qualquer papelaria e conhecido como "gloss paper"

A arte deve ser impressa com uma impressora laser (em preto ou colorido) exatamente porque este equipamento utiliza tecnologia de transferência por calor, que é o principio utilizado nesta técnica (se você utilizar uma impressora laser colorida poderá obter uma peça já pintada no fim do processo). A impressão em jato de tinta não é a ideal, pois, além de dificultar a transferência da pintura do papel para a placa de metal, a pinta utilizada neste é solúvel na solução do àcido utilizado.

Uma fez feita à impressão do desenho no papel passaremos para o processo de transferência do papel para o metal.

O metal recomendado pelo autor é o latão 0.10, disponível no mercado, no entanto você pode utilizar outros metais de outras espessuras, lembrando que tais mudanças irão ter influência no tempo do processo de corrosão do metal.

Coloque o desenho impresso de frente para o latão, utilize ferro de passar roupa, elétrico, na temperatura máxima para pressionar o papel contra o latão por 1 minuto (utilize um pedaço de madeira para evitar queimar a superfície onde irá trabalhar).

Passando o desenho para o latao

Importante: atualmente a maioria dos ferros de passar roupa possui sistema de vapor que prejudica a aderência do desenho no latão, por isso este dispositivo deve estar desligado para que não haja vapor(ou deve-se remover toda a água do ferro).

Você deve utilizar força para pressionar o papel contra o latão, pois o processo de transferência da tinta do papel para o latão envolve pressão e calor. Após isso aguarde o latão esfriar e remova o papel por uma das beiradas da folha com muito cuidado para que o desenho fique bem impresso no latão.

Retirando o papel

É comum que haja falhas e a impressão fique falha, a prática vai permitir que você faça a transferência com perfeição, mas se você não quiser tentar de novo você pode cobrir esta falha com uma caneta de retroprojetor antes de iniciar o processo químico de corrosão.

Corrigindo falhas

Como eu disse acima o àcido corroe tudo que não estiver pintado, inclusive o fundo do latão, portanto esse deve ser também protegido por uma pintura. O autor, para facilitar o processo, utiliza uma fita adesiva "Durex" ou fita de caixa de mudança, de preferência das mais finas, tendo o cuidado de não permitir a formação de bolhas. A partir daí o latão estará pronto para o processo de corrosão químico.

PROCESSO DE CORROSÃO QUÍMICO DO LATÃO:

Este processo é o mesmo utilizado para fazer placas de circuito impresso e o produto utilizado para fazer a corrosão, o PERCLORATO DE FERRO, é encontrado nas casas especializadas em material para circuitos elétrico e tem em qualquer cidade. As instruções para a preparação da solução de Percloreto de Ferro estão na embalagem do produto.

Como o acido não ataca plástico, recomendo a utilização de um vasilhame plástico. A solução após preparada deve ser derramada no vasilhame, a placa de latão deve ser submersa por completo na solução de percloreto de ferro, onde este irá corroer todas as partes do latão que não estejam pintadas.

Vasilhame

Para otimizar o processo de corrosão, a placa de latão deve ficar em um ângulo de 45º com o fundo do recipiente, a fim de facilitar a decantação do latão já corroído.

Corroendo o metal

O processo de corrosão deve ser acompanhado, você pode tirar a placa da solução, lavar com água e observar e após recolocar no vasilhame. Normalmente a corrosão completa das partes não pintada leva de 3 a 4 horas.

O efeito de baixo relevo pode ser obtido com a remoção da placa da solução e pintando as parte que já estão parcialmente corroídas com uma caneta de retroprojetor. O local que foi pintado não será mais corroído. Este processo permiti um melhor detalhamento de seu modelo a um custo muito baixo.

Observação: A utilização de ferro de passar roupa é uma solução caseira. Existem equipamentos de Transfer de uso profissional nas casas especializadas em fazer camisetas e você pode utilizar até um papel apropriado para isso disponível nestas lojas, informe-se.

Outro cuidado é que mesmo não sendo corrosivo a não-metais, o ácido perclórico mancha muito e não sai. Assim, muito cuidado com o local onde estiver trabalhando, use somente roupas e calçados que possam estragar. E, é claro, não use alianças durante o trabalho.

COPIANDO PHOTO-ETCHED:

Como você pôde perceber, o processo é bem simples. Boa parte do trabalho é a arte inicial e o processo de transferência para o papel fotosensível. Você pode usar essa técnica para copiar photo-etched também. Nesse caso, basta xerocar um photo-etched contra um fundo branco, em xerox de boa qualidade e depois copiar em papel foto-sensível. Muitas gráficas fazem esse tipo de serviço.

(*) O correto é Perclorato de Ferro, pois vem do ácido perclórico (e não perclorídrico), embora muitos refiram-no como Percloreto.

Texto Original:
Adaptação:


Eventos | Fórum | Eu Quero! | Mercado de Pulgas | Galeria
Variedades | Como Construir | Dicas | Ferramentas
Lojas no Brasil | Administrativo | Livros | Links

Melhor visualizado em resolução 1366 x 768
Eventos Agendados
Maio
S T Q Q S S D
  1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30 31      

Junho
S T Q Q S S D
        1 23
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30