Conceitos Básicos

  Obtendo Cores

  Decal Branco (I)

  Decal Branco (II)

 << Voltar
Obtendo Cores

Um uso que achei interessante no Corel Draw foi a obtenção de cores. Hoje em dia, é relativamente fácil você conseguir mandar fazer um dado tom de tinta, em lojas de tintas. Para nós modelistas, basta ter o FS desejado.

Como exemplo, no meu caso e usado nesse texto, precisei da tinta FS36440. Bom, o problema era que o fabricante de tintas nem conhecia o padrão Federal Standard. No entanto, ele disse que usava o padrão Pantone para confecção de cores. Assim, precisaria conseguir o equivalente nesse padrão.

Primeiramente, descubra a cor FS desejada. Se você tiver somente a mesma no padrão RAL ou RLM, pode tentar achar uma equivalente na tabela de equivalências. Acesse o site FS Color Server e procure a cor desejada. Lá existem amostras do padrão FS para serem vistas na tela de computador.

OBS: O único passo problemático desse processo é justamente esse. É preciso acreditar que a cor mostrada está correta. A mesma pode sofrer variações de cor de acordo com o tipo ou ajustes no monitor. No entanto, a cor está em padrão RGB e não muda.

Faça um Alt+PrintScreen para fotografar a tela do monitor. E entre no Corel Draw para fazer um novo desenho. Cole (Crtl-V) a fotografia da tela.

Agora escolha a ferramenta de identificação de cor (Conta-Gotas) e clique sobre a paleta FS da cor desejada. Você verá que no canto inferior direito, aparece a cor selecionada. Clique duas vezes sobre a mesma e irá aparecer a janela com propriedades da cor.

Aqui, você pode ver os códigos da cor no padrão RGB, mas você pode mudar o padrão como CMY ou CMYK.

Clicando na opção Paletas, temos o nome da cor no código Pantone desejado (PANTONE 443 CVC). Veja que é possível escolher outros sistemas de cores, usando outras Paletas.

Uma curiosidade: Quando fui fazer essa cor, passei o código Pantone para o fabricante (443 CVC). Eles informaram que a cor poderia ser feita, pois havia os dados no computador que dão a proporção correta de cada tinta, mas que não havia um chip com uma amostra da mesma. Como não era caro, aceitei fazer a tinta "às cegas" e o resultado ficou excelente, mostrando a eficiência desse método.

Abaixo, uma explicação simples sobre os padrões de cores mais comuns:

  • RBG: Padrão de Cores Red, Green, Blue. É o padrão de monitores de computador. Cada cor é definida por um valor de 0 a 255 de cada uma das luzes. Ao contrário do que se pensa, esses valores não podem ser usados para calcular a proporção de uma tinta. Isso ocorre porque ele trabalha com emissão de luzes (ondas) e não reflexão das mesmas, como ocorre nas tintas.
  • CMY: Padrão Ciano, Magenta e Amarelo. É parecido com o padrão RBG, mas usado para impressão. Assim, ele usa quantidades dessas cores para se produzir as demais cores. O preto, é conseguido pela soma de todas as cores. Já o branco não é impresso.
  • CMYK: Semelhante ao CMY, mas usa uma cor-chave (Key) para escurecer determinadas cores. Isso ocorre porque as cores mais escuras são mais difíceis de se fazer com a soma das outras, demandando bastante tinta. Assim, usando se quantidades de preto, obtem-se essas cores com menor custo.
  • Pantone: Sistema de cores de propriedade da empresa de mesmo nome. Cada cor é codificada com um número. Cada número é um código que especifica a quantidade de quais cores são necessárias para fazê-la. Muito comum nas indústrias gráficas, para especificações de cores e, naturalmente, por fabricantes de cores.

Texto:

Eventos | Fórum | Eu Quero! | Mercado de Pulgas | Galeria
Variedades | Como Construir | Dicas | Ferramentas
Lojas no Brasil | Administrativo | Livros | Links

Melhor visualizado em resolução 1366 x 768
Eventos Agendados
Dezembro
S T Q Q S S D
          1 2
3 4 5 6 7 89
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31            

Janeiro
S T Q Q S S D
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 31