Aviação Sueca

  Cores da FAB

  Matrículas da FAB

  Modelos da FAB

  Aviação da Marinha

  Fraternidade do Fole

  Luta Antissubmarino

  Luftwaffe WWII

  RAF

  Faixas do Dia D

  Armas

  Fokker

  Seversky

  Motherships

  Dirigíveis

 << Voltar
Aviação Sueca...

Desde o fim da WWII, a Suécia tem mantido uma posição de neutralidade em relação as lados opostos (Na época, OTAN e Pacto de Varsóvia). Essa neutralidade, ao contrário de países como Japão e Suiça, criou uma característica própria em suas forças armadas, mais visivelmente na força aérea: As armas de ataque são construidas no próprio país.

Assim, seria garantido que a compra de armas para auto-defesa não favoreceria nenhum dos lados rivais. Hoje, muitos anos depois dessa resolução, a Suécia conta com uma força aérea excepcional, com projetos inusitados admirados em vários cantos do mundo. Aqui algumas pinturas e esquemas das aeronaves mais conhecidas:

J35 Draken: Georg Mader (Jane's Defense-Austria)Draken: Primeiro projeto supersônico sueco, esse caça tem um desenho bastante peculiar com asas em duplo delta, terminado em entradas de ar elípticas. Outra característica marcante é a baixa altura em relação ao solo (principalmente atrás, onde existe um trem auxiliar anti-choque nos pousos e decolagens).

O padrão de pintura era normalmente dois tons de verde escuro e cinza embaixo. Apesar da idade, esses caças ficaram na ativa até meados de de 90, quando receberam pintura em dois tons de cinza. Há muitas pinturas comemorativas e de equipes de acrobacias. O avião também operou na Finlândia e Dinamarca, onde usaram padrões de cores totalmente diferentes.

Viggen: Foto de Philippe NoretViggen: Esse projeto de asa delta com canards foi o primeiro projeto de canard produzido em série para aviões de guerra. A versatilidade desse avião criou toda uma família de aviões especializados nas funções de caça (JA37), treinamento(SK37), reconhecimento (SF37) e ataque (AJ37).

Sua camuflagem em três tons de verde, terra e cinza foi considerada uma das melhores do mundo. Embora o padrão se mantenha em todas as aeronaves, os tons costumam mudar de um avião para outro, provavelmente devido ao clima frio de país em contraste com o calor das velocidades supersônicas. Os aviões usados para caça, já estão com seus esquemas modernizados usando apenas dois tons de cinza.

Gripen: Foto de Martin RosenkranzGripen: O caça de última geração da Suécia, é considerado um dos mais modernos do mundo. Ele foi um dos concorrentes do projeto F/X Brasileiro, mas teve poucas chances devido a sua baixa autonomia. Alguns esquemas antigos mostram o Gripen com uma camuflagem semelhante ao Viggen, mas é provavel que esse padrão não tenha sido adotado. O padrão utilizado hoje é o de dois tons de cinza, próprio para a função.

Algumas variações aparecem no cone do radar e nas insígnias nacionais. Em alguns aviões o cone é pintado de preto (à maneira antiga) e em outros ele não diferencia do cinza mais claro. Quantos as insígnias, algumas são em cores de alta visibilidade (azul e amarelo) e em outros casos é pintada em apenas um ton de cinza mais escuro.


Eventos | Fórum | Eu Quero! | Mercado de Pulgas | Galeria
Variedades | Como Construir | Dicas | Ferramentas
Lojas no Brasil | Administrativo | Livros | Links

Melhor visualizado em resolução 1366 x 768
Eventos Agendados
Janeiro
S T Q Q S S D
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 31        

Fevereiro
S T Q Q S S D
      1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28