Iniciantes

  Curtas

  Aplicando Decais

  Criando Decais

  Cuidados Posteriores

  Corel Draw

  Fechando Fendas

  Fotografando kits

  Fotografando kits II

  Fotografando kits III

  Fazendo o Wash

  Dry Brush

  Esticando Sprue

  Removendo Tinta

  Cera Líquida

 << Voltar
Criando seus próprios decais... Dicas e Truques

Muitas vezes queremos personalizar nossos kits, fazendo uma pintura diferente ou colocando decais que não são os originais. Nem sempre é possível achar folhas de decal avulsas com o que procuramos. Nesses casos, pode-se pensar em criar suas próprias folhas de decal. Essa seção explica como fazê-lo de várias formas.

Aerografia: Essa primeira técnica é a mais rudimentar e só serve para marcas grandes e de fácil desenho. Em geral serve para desenhar insignias nacionais, bandeiras e números. Você deve imprimir em uma folha de papel os desenhos que servirão de base. Uma vez ajustada a proporção correta, imprima folhas suficientes para o trabalho (a princípio, uma para cada cor).

Você deve, com um estilete, cortar a folha como se fizesse uma máscara de pintura. Depois deve prender no local correto e pintar com o aerógrafo a cor apropriada. Vá colocando as máscaras na seqüência apropriada até terminar a figura. Você deve prender bem o papel para que o spray do aerógrafo não entre debaixo da folha borrando o trabalho.

Procurando as imagens:As técnicas seguintes diferem basicamente na forma como as decais são impressos. Antes disso, vamos falar sobre como desenhar os decais. Quando você for personalizar o seu kit, você deve procurar referências fotográficas e históricas. Os esquadrões e logomarcas são fáceis de se encontrar na internet. Você pode pesquisar em qualquer sistema de busca, procurando por imagens de um determinado esquadrão (Existem páginas dedicadas exclusivamente a isso). Salve essas imagens no seu micro.

Esquadrões e Logomarcas são os itens principais, mas lembre-se que ao mudar um kit, você deve atentar para detalhes menores como números de série, nomes dos pilotos, números menores, etc. Você não pode mudar apenas uma coisa e manter o restante. Aqui você precisará pesquisar um pouco mais e talvez desenhar por você mesmo.

Agora você deve editar a imagem. Você pode usar qualquer ferramenta de edição de imagens como o Corel Draw, PhotoShop ou Gimp (Este último é free software). O importante é você não editar a imagem como se ela fosse daquele tamanho na tela (Ex: não pense que se a figura tem 3 cm de altura, você deve edita-la como se tivesse 3 cm na tela). Você não deve se preocupar com o tamanho inicialmente, somente com a proporção entre as figuras; Ao contrário, você deve trabalhar com figuras em grandes tamanhos, para facilitar a limpeza (1000 x 1000 pixels, costuma ser uma boa proporção; tamanhos maiores podem deixar o trabalho muito vagaroso).

Desenhando e limpando:Primeiramente desenhe todas as figuras e ajuste suas proporções. A dica é pegar uma figura na qual você tem certeza que o tamanho você conhece e guardar sua altura e largura (em pixels). Após isso, as outras figuras terão seu tamanho ajustado por uma "regra de três" entre pixels e cm. Ex: Se uma figura tem 4,5cm de altura e tem 300 pixels, uma outra de 1,5 cm de altura terá 100 pixels,

Após desenhadas todas as figuras, você deve fazer uma limpeza do trabalho, limpando partes defeituosas (principalmente se alguma imagem foi conseguida através de scanner). É importante limpar os pixels "quase brancos" pois a folha é transparente e eles serão visíveis na folha, mesmo que pouco visíveis na tela. Quando essa fase terminar, use as ferramentas de edição de imagem para melhorar o aspecto final. O Gimp possui uma ferramenta chamada Blur (Gaussian Blur) e outras ferramentas devem ter nome semelhante. Isso faz com que as bordas das imagens sejam amenizadas, dando uma aspecto "de continuidade" a imagem.

Ïmagem Ïmagem Ïmagem
Imagem do scanner Imagem limpa Blur (exagerado)

Somente após essas alterações você deve ajustar o tamanho da figura para as proporções corretas. Faça algumas impressões de teste, atentando para os tamanhos e para as formas redondas (A proporção dos pixels na tela e na impressora nem sempre são iguais, dando um aspecto ovalado em figuras redondas).

O Formato do arquivo: Para salvar a imagem existem três opções: JPG, GIF e PNG; todos têm usas vantagens e desvantagens. O Formato JPG apresenta perda de qualidade, mas permite salvar em 16M de cores. Outra desvantagem é que esse formato não possui a opção de transparência. Algumas impressoras coloridas não imprime branco, outras sim. Se sua impressora imprimir o branco, então esse formato não é bom, pois ele pode imprimir a parte em torno dos decais em branco. Como a folha de decais é transparente, isso pode inutilizar a folha.

O formato GIF permite deixar a transparência e isso não será impresso na folha de decais. No entanto, permite salvar apenas em 256 cores. Dependendo das figuras, isso pode ser suficiente. O formato PNG permite transparência, 16M de cores sem perda de qualidade. No entanto, nem todos os editores de imagem entendem esse formato.

Opções de impressão: Existem pelo menos duas opções de impressão. Uma é usando uma impressora jato de cera. Essas impressoras são difíceis de encontrar e o papel para isso também. No entanto, dizem que essa impressão é a que dá melhor qualidade final ao decal. Após impresso, o decal é aplicando como as velhas "figurinhas de chiclete", colocando-se a parte impressa contra o plástico e riscando com o dedo ou uma moeda a parte posterior, soltando a figura. É preciso cuidado após a aplicação e o uso do verniz para não estragar o decal. Impressoras jato de cera não imprimem o branco. Se você escolher essa opção, lembre-se de imprimir a folha de decais invertida horizontalmente, pois ela ser´ aplicada "de costas" no kit.

Outra opção é comprar folhas em branco de decal. Podem ser achados na RollModels com o nome de Bare-Metal Clear Decal Film. Existem as opções de branco e clear (transparente). A folha branca é indicada para detalhes em branco que a impressora não imprima. Você recorta o tamanho apropriado, aplica sobre o kit e depois aplica o decal desejado por cima.

Esse papel deve ser usado em impressora laser ou xerox colorida. Como a maioria não têm recursos suficientes para ter uma impressora laser colorida, a opção é tirar uma impressão colorida em uma jato de tinta e depois xerocar no papel para decais. Outro problema é que a maioria das casas de xerox não possui máquina que puxe mais de 150g/m2 e essa folha é de um papel muito grosso. Procure se informar se existe alguma que tenha tal máquina (Grandes copiadoras ou gráficas costumam ter).

OBS: A impressão diretamente da folha em jato de tinta não é adequada, pois o papel é sensivel a umidade ficando enrugado e a tinta não seca facilmente.

Finalizações: Uma vez impressa a folha de decal pode ser usada como uma folha de decais qualquer. Existe ainda um produto sugerido chamado "Liquid Decal Film" que pode ser aerografado sobre a folha, criando uma película protetora sobre o decal.

Criar os decais é uma tarefa não muito simples e os resultados nem sempre são compensadores. Se você tiver a opção de comprar os decais prontos, provavelmente a qualidade final compensa o custo. Se você desejar mesmo criar seus próprios decais, tenha em mente sempre manter a qualidade da imagem a maior possível em todos os processos (Tamanho da figura, formato da imagem, opções de papel e de impressão), pois a cada passo perde-se um pouco e o resultado pode decepcionar.

Decal Aplicado

Matias Schweizer



Eventos | Fórum | Eu Quero! | Mercado de Pulgas | Galeria
Variedades | Como Construir | Dicas | Ferramentas
Lojas no Brasil | Administrativo | Livros | Links

Melhor visualizado em resolução 1366 x 768
Eventos Agendados
Junho
S T Q Q S S D
      1 2 34
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 1718
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30    

Julho
S T Q Q S S D
          1 2
3 4 5 6 7 89
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 2223
24 25 26 27 28 29 30
31