Iniciantes

  Curtas

  Aplicando Decais

  Criando Decais

  Cuidados Posteriores

  Corel Draw

  Fechando Fendas

  Fotografando kits

  Fotografando kits II

  Fotografando kits III

  Fazendo o Wash

  Dry Brush

  Esticando Sprue

  Removendo Tinta

  Cera Líquida

 << Voltar
Envelhecimento I (Wash)

Quando construímos um modelo sem envelhecimento, este tem a aparência de novo ou zero-km e isso parece não-natural. Envelhecer um modelo, em geral, dá uma aparência mais real ao mesmo, pois é incomum encontrarmos objetos reais que não tenham sofrido desgaste. O envelhecimento, no que se refere ao modelismo, pode ser dividido em três categorias:

  • Por acúmulo: Quando uma região é de difícil acesso, a sujeira se acumula. Com o tempo, a tendência é escurecer o material, ficando difícil a remoção.
  • Por desgaste: Em geral, é causado pelo atrito. Nesse caso, a peça começa a perder a forma (ou ganhar amassados) e também se caracteriza pela perda de cor, pois a camada de tinta é a primeira a ser afetada.
  • Por queima ou sujeira: Semelhante ao primeiro caso, entretanto, costuma ocorrer em locais onde o acesso não é tão difícil, mas a conveniência ou a dificuldade de manter-se limpo acabam deixando a sujeira acumular nesses pontos. Nessa categoria podemos também colocar aquelas modificações que não são reversíveis como a sujeira, por exemplo: a queima da tinta pelo sol.

Fotografia mostrando pontos de envelhecimento

Esses efeitos, por incrível que pareça, não são difíceis de serem feitos nos plastimodelos, só necessitando um pouco de prática. O acúmulo, é feito com uma técnica chamada Wash (que iremos tratar nesse artigo). O desgaste pode ser feito usando uma técnica chamada Dry Brush ou pincel seco (será tratado no segundo artigo sobre envelhecimento). A sujeira ou queima é feita usando-se giz pastel (terceiro artigo dessa série).

O Wash é, como o nome leva a crer, uma lavagem no modelo. Seu uso é bem simples, embora no início seja um pouco frustrante. Primeiramente pinte o modelo com sua cor básica. O Wash é mais fácil de ser feito com água, pois solventes podem atacar a pintura inicial. Se você usa tintas solúveis em água para pintar seu modelo, deixe que a tinta seque bastante (ou considere passar uma demão de verniz solúvel em thinner para protegê-la).

Com um pouco de água e um pincel chato, ambos bem limpos, escolha a tinta do wash. Em geral são tons escuros como preto ou marrom. O preto dá uma aparência de graxa ou óleo. Marrons dão tons de óleo ou terra, cabe a você decidir qual ficará melhor no seu modelo. Você ainda pode escolher tintas mais escuras que a cor base para fazer um realce das formas do modelo.

Coloque um pouco de tinta no pincel e em seguida mergulhe-o na água limpa, até que a mistura fique bem (muito) rala. Costuma-se dizer que "não chega a ser uma tinta, mas sim água colorida". Passe o pincel sobre o modelo e veja que a água acumula-se por tensão superficial em pontos onde o acesso é difícil.

Wash: antes e depois

Você pode passar o pincel em todo o modelo, ou somente nas partes onde se dará o acúmulo. O importante é que gotas de água não escorram (lágrimas), pois isso pode estragar todo o trabalho. Se for necessário, faça o wash em apenas um dos lados do modelo, deixe-o descansar e depois repita o processo do outro lado.

Deixe a água evaporar naturalmente. Quando isso acontecer, a tinta ficará impregnada nas regiões de difícil acesso. Se você notar que ficará muita tinta, antes que seque, encoste um pedaço de papel higiênico para absorver parte da tinta, mas tenha algo em mente: Após seco, a tinta ficará menos visível do que quando molhada, então tenha cuidado para não tirar tinta em excesso.

Cockpit envelhecido com wash e outras tecnicas

Outra maneira de preparar o wash é usando uma solução de 200ml de água e 15 gotas de solvente inodoro "Gato Preto". Após preparar essa mistura, mergulhe a pincel nessa solução e depois na tinta desejada, sendo que o ideal é tinta acrílica e pinte o modelo normalmente (pinte no sentido bico-cauda). A diferença dessa técnica é que o wash é feito ao mesmo tempo em que a pintura é executada.

O Wash pode ser feito em cockpits, motores, caixas de trem de pouso, rodas e em kits onde existam muitas reentrâncias. Exemplos desses últimos são os veículos de militaria que abusam dessa técnica.

Texto:


Eventos | Fórum | Eu Quero! | Mercado de Pulgas | Galeria
Variedades | Como Construir | Dicas | Ferramentas
Lojas no Brasil | Administrativo | Livros | Links

Melhor visualizado em resolução 1366 x 768
Eventos Agendados
Dezembro
S T Q Q S S D
        1 23
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31
             

Janeiro
S T Q Q S S D
            1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30 31